Eu amo chapéus, acessórios de cabelo… Já gostava dum cloche (vide minha fotinha à esquerda), mas agora assistindo Gabriela (“Eu nasci assim, eu cresci assim…”), tô pirando nos cloches! A novela parece um desfile dessas lindezas, um mais bonito que o outro!

Cloche em Jeruza (Gabriela)

Cloche em Malvina (Gabriela)

Cloche em Malvina (Gabriela)

E é  cloche de noite e cloche de dia! De  noite, em Gabriela, de dia no Vale a Pena Ver de Novo, em Chocolate com Pimenta. O que são esses cloches da Ana Francisca, minha gente? Quero pra mim!

Cloche em Ana Francisca (Chocolate com Pimenta)

Cloche em Ana Francisca (Chocolate com Pimenta)

O cloche, sino em francês, foi criado por Caroline Reboux e foi muito popular na década de 20. O costume era usá-lo enterrado até os olhos e justo na cabeça, delineando seu contorno. Assim, quem tinha cabelos volumosos, compridos, não dava pra prender e sair usando o chapéu, só se cortasse. E foi isso que meio mundo fez, as mulheres saíram cortando o cabelo à la garçonne, seguindo o contorno do cloche.

Uma famosa usuária do cloche foi a Louise Brooks, um dos ícones dos loucos anos 20.

Louise Brooks de cloche

Louise Brooks de cloche

O que eu mais gosto nos cloches é a variedade: Além do modelinho “casual”, tem cloches com recortes e motivos diversos!

(etsy)

(etsy)

(etsy)

(etsy)

(etsy)

(etsy)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s